INSTALAÇÕES

Instalações

Fonte: Texto: RURALSOFT; Imagem: CPT; GEMADANET

Tipo de Instalação


Um dos objetivos da avicultura alternativa é diminuir os custos de produção. Por isso o avicultor deverá construir o galinheiro utilizando material disponível em sua propriedade.


O galinheiro deverá abrigar as aves à noite e em dias de chuva.


O piso deve ser ripado e suspenso do solo para evitar o contato direto das aves com as fezes e facilitar a coleta do esterco que será utilizado como adubo para diversas culturas, podendo ser incluído na receita do avicultor.


Um bom modelo de galinheiro é o apresentado pela Escola Superior de Agricultura de Lavras - ESAL, cujas medidas de 2 m de comprimento por 1,5 m de largura, têm capacidade para abrigar 20 aves, facilitando a locomoção do galinheiro quando o pasto estiver desgastado.


Para as galinhas poedeiras é importante que se coloque ninhos no galinheiro. Utiliza-se 1 ninho para cada 4 aves. Para facilitar a coleta dos ovos, colocar os ninhos em um dos lados do galinheiro com a tampa móvel.


O galinheiro deverá ter a frente voltada para o norte, pois no horário em que as aves estiverem pastando, o sol irá incendir no interior do mesmo, contribuindo para evitar doenças na criação.


O tipo de cobertura do galinheiro vai depender do clima da região, podendo ser de telha de barro (mais indicada), palha ou até de cimento amianto (não muito aconselhável por esquentar muito no verão).


O uso de cortinas faz-se necessário uma vez que o galpão é telado (malha de ½ a 1"), evitando-se assim, ventos fortes ou chuvas, fatores que podem prejudicar a saúde das aves.


A área de pasto deverá ser telada ou cercada com bambu, com altura de 1,80 m. Calcula-se 10 m² para cada 1 ou 2 aves. A vegetação indicada para o pastejo das aves é: capim kikuio, confrei, rami, alfafa, etc. É importante que se faça um rodízio das pastagens para recuperação do solo e da vegetação. Daí a importância do galinheiro ser móvel.


O avicultor que optar pela produção de carne e ovos (dupla aptidão), deverá ter, no mínimo, três tipos de instalação: pinteiro (para abrigar os pintos até 30 dias de idade), frangueiro (para os machos destinados ao abate) e galinheiro (par as fêmeas em postura).